UMA VOZ NO TEMPO - poesia, 88 páginas
Paulo Cesar de Almeida

É natural de Andrelândia/MG, onde vive.  Poeta e contista, com inúmeras premiações em concursos literários, tem, além de participação em diversas antologias nacionais, treze obras publicadas, nas seguintes modalidades: contos, crônicas, poesias, pensamentos, reflexões, literatura infantil, pesquisa histórica e folclórica regionais.

LANÇAMENTO EM BREVE

Neste tempo de poucas vozes críveis, de social desordenado e conceitos distorcidos, o canto do navegante mineiro Paulo Cesar de Almeida, utiliza palavras de fogo, pulsando o infinito dos brasis possíveis. Poemas de vigor à toda prova, de cunho lírico-social, reverenciando a voz da poesia, musa constante no tempo. Palavras da terra, do amor, do homem que observa o seu derredor e constrói versos.

Sérgio Gerônimo
presidente da APPERJ
Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro

UMA VOZ NO TEMPO

Paulo Cesar de Almeida

Quando ler estes meus versos simples,
veja-os com certa intimidade
e com um forte desejo de lê-los até o fim.
Quero que sinta, ao saborear as palavras,
o gosto incomparável de fruto maduro
e o cheiro raro de folha de figo ao licor.

Alguns versos podem lhe parecer estranhos
como o exótico gosto verde de  jatobá;
outros, tão comuns e corriqueiros,
poderá levá-los para a vida se quiser,
acomodando-os em seus tempos atuais
ou em breves desvãos perdidos entre os dias,
em meio a suas conquistas e ilusões.

Quando ler esta poesia despretensiosa,
mesmo que quase nada mais exista,
nem mesmo este autor desconhecido,
quero que tenha vontade de por os óculos,
e se esqueça do frio que estiver fazendo,
para experimentar de novo o prazer,
pois a vida é feita de vitórias e desenganos
e de momentos tantos a relembrar.

contate pelo e-mail: oficinaeditores@oficinaeditores.com.br

voltar