OLHAR CIGANO - Eliane Mariath - poesia (110 páginas)

PRÊMIO DE MELHOR LIVRO DE POESIA MODERNA/2014/

CONGRESSO DA SOCIEDADE DE CULTURA LATINA - SEÇÃO BRASIL


Estou diante de um livro verdadeiramente poético. Este “Olhar Cigano” vagueia por nossas almas, ao sabor dos ventos fortes e das brisas leves dos seus versos. Ele traz à superfície, nossos tumultuados receios e antigos medos. Este “olhar” acende a chama de um amor escondido e receoso em muitos de nós, seus leitores. No meio do seu caminho poético, a autora tematiza a infância, a exuberância da juventude e as manifestações da natureza. A simplicidade dos seus poemas ora curtos, ora longos, ora com rimas, ora soltos e descompromissados com a forma, me enternece. Em “Para Sempre”, Eliane explicita a força do amor que se mantém em chama acesa, vida afora; e é verdade, poeta: há, sempre, um lindo silêncio nos ninhos expostos e vazios... e esses revelam, muitas vezes, nossos “Segredos Outonais”. Encanta-me perceber em “És”, sua auto-confissão: “...a alma mergulhada na saudade do vento, à noite respirando junto às estrelas; a estrada... a solidão.” Comovida, contemplo a magia do seu “Olhar Cigano”.

Wanda Brauer
Professora, Acadêmica, Trovadora, Atriz e Poeta. 

 

Mais informações: oficinaeditores@oficinaeditores.com.br