Brincando de poesia - poesia, 64 páginas


Adalberto Caldas Marques

 

LANÇAMENTO DIA 19 DE JUNHO DE 2010, na Livraria Nobel, do Shopping Nova América, em Del Castilho/RJ, haverá um grande Sarau de Poesia, a partir das 19h.

À venda, também, na Livraria Prefácio – Rua Voluntários da Pátria, 39 - Botafogo/RJ

Livraria da Travessa – Travessa do Ouvidor, 17 – lj.A – Centro/RJ

Livraria Nobel – Shopping Nova América, 2º piso - Del Castilho/RJ

LANÇAMENTO DIA 13 DE SETEMBRO DE 2009, na XIV Bienal Internacional do Livro/RJ, das 15:30 às 17:10h, no estande da OFICINA, Pav. Verde, Rua "Q", no Riocentro, Barra da Tijuca/RJ.

O autor, neste trabalho, faz uso da palavra para expressar todo o seu lirismo, suas angústias, dilemas e emoções. Conforme avançamos na leitura de seus poemas, vamos vislumbrando uma possível reconstrução do interior humano por meio do verbo manifesto, pela fluência discursiva, pelo encontro e desencontro de rimas. Se, por um lado, para os artesãos da palavra, um poema é coisa simples de fazer, por outro, a existência em plenitude não é algo tão simples de dizer. Conciliar a tradução da existência, com suas cores e dores, no universo das palavras, é o que Adalberto Caldas Marques parece ter como principal proposta. Sem abandonar, em nenhum momento, o lirismo e a transparência de ser, o poeta se derrama em letras, instigando o leitor a se abrir com ele ao longo desse imenso atalho entre o sentir e o dizer. São poemas que nos convidam a libertar, pela palavra, o discreto prisioneiro que habita dentro de nós e assiste à vida pela janela dos olhos, trancando em si impressões ávidas por escapar e ganhar forma.

Valdeck Almeida de Jesus
Escritor, Poeta e Jornalista.

Mais informações pelo e-mail: oficinaeditores@oficinaeditores.com.br